A sessão da Câmara de Marechal Cândido Rondon teve o acompanhamento de três equipes de TV da região em função da sequência de fatos polêmicos envolvendo o Poder Legislativo local. Vereador preso, dois pedidos de cassação, pedido para instalação de bafômetro e até renúncia de vereadores aos cargos da mesa, sem contar os constantes bate-bocas entre vereadores. Assim começou o ano legislativo de 2019 no município.

Na sessão desta segunda-feira (01) novamente houve troca de acusações entre os vereadores Nilson Hachmann e Josoe Pedralli. Também houve uma cobrança veemente do vereador Vanderlei Sauer, sobre o andamento lento do processo de CPI do caso envolvendo o vereador Adelar Neumann.

A situação desgastante pela qual passa o Legislativo local levou vários vereadores a manifestarem-se sobre os episódios. O vereador Neco foi o primeiro a dar um “puxão de orelhas” em Nilson e Pedralli. Depois foi Portinho (foto), que em manifestação da tribuna pediu uma trégua nas discussões pessoais e deixar que a justiça resolva essas questões.

Da mesma forma se manifestaram ainda Adriano Cottica e o próprio presidente, Claudinho Kohler, que pediu um basta nas polêmicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.