Há 14 anos, no dia 2 de abril de 2005 morreu o papa João Paulo II, aos 84 anos de idade. Nos dias seguintes, Roma foi invadida por uma peregrinação espontânea para se despedir do chamado “Santo Súbito”. Muitos passaram até dez horas na fila para apenas alguns segundos de oração na Basílica. E depois, o funeral, com os mais importantes chefes de Estado da época.

Nascido em Wadowice, Polônia, em 18 de maio de 1920, Karol JózefWojtyła conduziu a Igreja Católica com sua autoridade durante mais de 26 anos. Vítima de mal de Parkinson e de debilitação extrema, ele faleceu após seu quadro clínico ter se agravado, com o comprometimento das funções renais e cardio-respiratórias.

João Paulo II foi eleito papa em 16 de outubro de 1978, após a súbita morte de João Paulo I. Ele foi o primeiro papa não italiano em mais de 450 anos (desde Adriano VI). Ele convencera os cardeais participantes do conclave com seu carisma, sua inteligência e também com sua saúde de ferro. Afinal, seu antecessor morrera após 33 dias no cargo.

Das inúmeras viagens internacionais de João Paulo 2º, quatro destinaram-se ao Brasil. A primeira foi em junho de 1980, quando, durante uma estada de 12 dias, o Papa pronunciou 51 discursos.  Em junho de 1982, a permanência de Karol Wojtyła ao Brasil foi de apenas dois dias. Em 1991, a visita pastoral durou dez dias, com 31 discursos. A sua última visita, em 1997, foi marcada pelo 2º Encontro Mundial do Papa com as Famílias, realizado no Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.