Alguns prints de conversas no WhatsApp estão entre os indícios que podem incriminar o vereador Dorivaldo Kist (Neco), suspeito de apropriar-se de parte do salário de uma funcionária em comissão da prefeitura. Os prints revelam o que seriam conversas entre a funcionária e o vereador em 2017.

O blog teve acesso a alguns destes prints, que integram a documentação de 31 páginas protocolada nesta segunda-feira (8) na Câmara Municipal pelo controlador interno da própria casa, Luís Carlos Diesel, e encaminhada também ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Paraná.

Uma das conversas abre a suspeita que Neco cobrava o recebimento mensal de R$ 1.000,00 da funcionária pública. Em outra conversa, o vereador solicita o envio de foto do holerite da funcionária, como se estivesse duvidando do valor que ela havia recebido na prefeitura.

Um print também mostra o registro de ligações que seriam de Neco para a assessora, o que revelaria certa insistência do vereador em falar com a servidora pública.

Confira abaixo os prints:

 

 

One Reply to “Os prints do Neco”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *