Foi descartado nesta segunda-feira (1º) pela Prefeitura de Santo André que a morte de um neto de sete anos do ex-presidente Lula não foi causada por meningite, conforme divulgado pelo hospital à época.

Arthur Araújo Lula da Silva deu entrada às 7h20 de 1º de março no Hospital Bartira, da rede D’Or, com quadro instável, segundo boletim médico divulgado pela instituição. O quadro se agravou, e a criança morreu às 12h36 do mesmo dia. Desde então se falou que ele morrera de meningite.

De acordo com a nota da Prefeitura, logo após a morte do menino, a Secretaria de Saúde local encaminhou amostras coletadas no hospital para análise e confirmação do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Os exames descartaram “meningite, meningite meningocócica e meningococcemia”.

Procurada no fim de semana, a família do ex-presidente não quis se pronunciar a respeito da causa da morte de Arthur. A nota da Prefeitura também não informa a real causa da morte do menino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *