O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez (foto), anunciou nesta quinta-feira (10) o rompimento das relações diplomáticas com a Venezuela. A decisão foi anunciada logo após a posse do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que cumprirá o segundo mandato.

Essa ruptura envolve o fechamento da embaixada do Paraguai em Caracas e a retirada imediata dos diplomatas.

Benítez lembrou que, como membro do Grupo de Lima, o Paraguai não reconhece o resultado da última eleição na Venezuela, “de um processo eleitoral ilegítimo”.

Também logo após a posse de Maduro, a Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou uma declaração em que não reconhece a legitimidade do novo mandato do venezuelano.

Maduro foi reeleito para um mandato de seis anos em maio de 2018, com 67% dos votos válidos. A eleição foi boicotada pela oposição, que denunciou a ocorrência de fraudes, e teve 54% de abstenção, ante 20% na eleição anterior, em 2013.

A Venezuela está em meio a uma grave crise econômica e humanitária, com mais de 3 milhões de habitantes tendo deixado o país devido a falta de alimentos e remédios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *