Os dois trechos da BR 163 que estão sendo duplicados na região Oeste seguem a passos lentos diante do tamanho da obra. A obra, que já deveria ter sido entregue no fim do ano passado, agora tem prazo para o fim de 2020. Um trecho é entre Toledo e Marechal Cândido Rondon e o outro entre Cascavel e Marmelândia (Distrito de Capitão Leônidas Marques).

O trecho mais atrasado é justamente entre Toledo e Marechal. Apenas 34% da obra de 39 km foram executados. E o pior, não há recursos garantidos para a continuidade dos trabalhos no decorrer deste ano.

A duplicação anda a passos lentos. Já são quase quatro anos desde a definição da empreiteira vencedora do certame. A obra era pra ter sido concluída no final do ano passado, mas agora a previsão é final de 2020. No último ano a duplicação do trecho entre Toledo e Marechal avançou apenas 14%.

Em 2019 a coisa pode piorar, se não ocorrer uma mobilização imediata.

As obras que continuam acontecendo ainda são de recursos do orçamento de 2018. Para esta etapa foram repassados R$ 105,6 milhões e restam R$ 3,9 milhões. Depois disso, não há garantia de recurso no orçamento da União para a continuidade. O que existe são emendas parlamentares e, portanto, não obrigatórias, que dependem de articulação política e da boa vontade do novo governo.

As informações são do jornal O Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *