O ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), foi preso novamente nesta sexta-feira (25). Ele foi preso na sua casa por volta das 7 horas, através de um cumprimento de mandado, fruto de desdobramento das investigações de supostos crimes na concessão de rodovias do estado.

A prisão é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. Também foi preso preventivamente Dirceu Pupo Ferreira, contador da ex-primeira dama, Fernanda Richa.

Beto Richa é investigado pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

O ex-governador deve reencontrar com seu ex-chefe de Gabinete, Deonilson Roldo. Ambos tinham sido presos na mesma data (11 de setembro passado), em operações distintas.

Richa foi solto quatro dias depois por ordem do ministro Gilmar Mendes, do STF, mas Deonilson não obteve o mesmo benefício e continua preso até agora no Complexo Médico Penal de Pinhais, para onde Beto provavelmente será levado mais tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *