A participação feminina na política paranaense segue limitada a números irrisórios. Não há representantes no governo, no Senado e serão apenas quatro (entre 54) na Assembleia Legislativa do Paraná e cinco (entre 30) na Câmara dos Deputados a partir de janeiro de 2019. O Paraná ainda tem terceiro pior índice entre Assembleias Legislativas de todo o país, com 7%, à frente apenas de Goiás (duas mulheres) e Mato Grosso do Sul (nenhuma).

A bancada na Câmara Federal ficará restrita a Gleisi Hoffmann (PT), Leandre (PV), Christiane Yared (PR), Luisa Canziani (PTB) e Aline Sleutjes (PSL).

A bancada feminina da Assembleia Legislativa do Paraná teve um pequeno acréscimo em relação a 2014: uma deputada. Neste ano foram eleitas Maria Victoria (PP), Cristina Silvestri (PPS), Mabel Canto (PSC) e Luciana Rafagnin (PT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *