Muito se alardeou na imprensa a chegada de um grupo de 130 soldados de Israel que estariam trazendo 16 toneladas em equipamentos para ajudar no resgate de vítimas da tragédia em Brumadinho (MG). Mas, ao chegar em Minas Gerais foi constatado que dos equipamentos que eles trouxeram, nenhum se aplica a esse tipo de desastre.

Os equipamentos deles é um detector de imagens que capta o calor humano e poderia ser eficaz para localização de sobreviventes. Mas, nenhum sobrevivente foi localizado pelas buscas das últimas 48 horas.

A saída será usar a ajuda de Israel como mão de obra adicional para o resgate dos corpos, usando da experiência que o grupo possui na atuação em catástrofes.

A Unidade Nacional de Resgate das Forças de Defesa de Israel (FDI) foi criada em 1984 para lidar com ameaças com as quais o país lida regionalmente, como atentados terroristas. Mas, em 1985, começou a participar de eventos trágicos pelo mundo. Desde então, participou de 25 eventos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *