A terça-feira (8) começou com mais um probleminha a ser explicado pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS). Segundo reportagem do jornal Zero Hora, de Porto Alegre, Onyx usou 80 notas fiscais de uma empresa de consultoria pertencente a um amigo de longa data para receber RS 317 mil em verbas de gabinete da Câmara dos Deputados entre os anos de 2009 e 2018.

A empresa chamada Office RS Consultoria Sociedade Simples pertence a Cesar Augusto Ferrão Marques, técnico em contabilidade filiado ao partido de Onyx, o DEM. Marques também trabalhou em campanhas políticas do parlamentar.

Marques confirmou que trabalha com Onyx há quase 30 anos como consultor tributário. Mas segundo ele, o ministro não é o seu único cliente. Só que entre as 80 notas, 29 foram emitidas em sequência, o que indica sim que o agora ministro teria sido o único cliente da firma.

Em nota oficial, Onyx disse que não há nada irregular. “A empresa sempre prestou os serviços e recebeu por eles, na forma da lei”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *