As duas entrevistas que o prefeito Marcio Rauber (DEM) deu nos últimos dias, uma para a Rádio Difusora e outra para o jornal O Presente, deixam bem claro como está o clima entre ele e os vereadores que “roeram a corda” com o grupo de situação e elegeram Claudinho Kohler (PP) para a presidência da Câmara.

O prefeito é enfático em dizer que houve traição dos quatro vereadores que integravam o grupo de situação: Claudinho, Gordinho do Suco (DEM), Adelar Neumann (DEM) e Adriano Backes (DEM). Por conta disso, ele considera todos como opositores ao seu governo e este deverá ser o tratamento político que eles terão daqui pra frente.

Esta instabilidade talvez seja o preço político que Marcio Rauber vá pagar pela opção, ainda em campanha, de não chamar nenhum vereador eleito para ocupar cargo no Executivo. Compor o governo com uma equipe técnica tem suas vantagens, mas também tem um preço, mesmo que o prefeito garanta que não se arrepende desta opção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *