O mau humor do eleitor paranaense foi sentido entre os deputados federais. Dos 25 que tentavam a reeleição no Paraná, 10 ficaram sem mandato eletivo a partir de 2019.

Entre eles estão nomes da região e que vinham fazendo votações razoáveis em Marechal Cândido Rondon, como Alfredo Kaefer (PP) e Evandro Roman (PSD).

Mas também teve gigantes como Rossoni e Takayama, que, na disputa anterior, chegaram a figurar na lista de “campeões” de voto. No pleito de 2014, o então deputado estadual Valdir Rossoni (PSDB) foi eleito deputado federal com 177.324 votos. Agora obteve 72.096 votos. Ficou perto de se eleger, mas não conseguiu. Hidekazu Takayama (PSC) também figurou entre os 5 mais votados do Paraná em 2014, quando fez 162.952 votos. Agora Takayama saiu das urnas com 53.466 votos.

Além de Rossoni, Takayama, Kaefer e Roman, também fracassaram nas urnas Assis do Couto (PDT), Edmar Arruda (PSD), Leopoldo Meyer (PSB), Luiz Carlos Hauly (PSDB), Osmar Bertoldi (DEM) e Osmar Serraglio (PP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *