Alguns empresários de Cascavel e secretários municipais de Ibema acordaram com uma tremenda dor de cabeça, com equipes do Gaeco batendo à porta ainda na escura e fria madrugada.

O objetivo da operação foi desmantelar um esquema de fraude que envolvia empresas fornecedoras de medicamentos e pessoas da prefeitura de Ibema. Estima-se que as fraudes geraram um prejuízo de R$ 1 milhão aos cofres públicos àquele município.

As empresas envolvidas, além de favorecidas nas licitações, os empresários forneciam medicamentos vencidos, ou prestes a vencer, e muitas vezes enviavam estoque menor do que o comprado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *