Quando o alemão Joseph Ratzinger foi escolhido para ser o sucessor de João Paulo II no trono de Pedro, poucos poderiam imaginar que o fim do seu papado seria tão ou mais badalado do que o próprio João Paulo II. Mas, Ratzinger, ou Bento XVI, conseguiu.

Hoje, acompanhando o último dia do pontificado de Joseph Ratzinger, isso ficou bem claro. O fato de ser o primeiro papa em 700 anos a renunciar, comoveu o mundo tanto ou até mais do que a própria morte de João Paulo II em 2005.

Ratzinger provavelmente nunca será beatificado, mas, entrou para a história. E, hoje, prometeu obediência e reverência para quem for seu sucessor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *