A história política de José Dirceu, de 66 anos, é cheia de ingredientes polêmicos, desde os tempos da ditadura militar.

Ele foi uma expressiva liderança estudantil na década de 60 e foi preso e perseguido durante a ditadura militar. Depois de um tempo no exílio em Cuba, passou a viver na clandestinidade, com nome falso em Cruzeiro do Oeste, aqui no Paraná.

A sua identidade verdadeira só foi revelada, até mesmo para a esposa, em 1979, quando saiu a anistia política.

Depois foi um dos fundadores do PT, partido pelo qual se elegeu deputado estadual e federal, até tornar-se o ministro mais poderoso do governo Lula.

Denunciado no episódio do mensalão, perdeu o cargo de ministro da Casa Civil, teve cassado o mandato de deputado federal e acabou condenado a mais de 10 anos de prisão por corrupção ativa pelo Supremo Tribunal Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *