É um verdadeiro presente de grego que o Governo do Estado está oferecendo para o município de Marechal Cândido Rondon. Querem implantar no município uma UTI pediátrica para atender pacientes oriundos de todo o Estado. Até aí tudo bem. Mas, querem que a prefeitura pague pelos custos desta UTI, ou seja, contrate médicos, cirurgiões, enfermeiras e tudo mais que envolve a manutenção da estrutura.

Mesmo que a proposta tenha sido apenas informal, sem qualquer documento oficializando esta intenção, a administração rondonense está estudando algumas possibilidades de aproveitar a intenção do Estado, sem onerar tanto os cofres do município. Uma das ideias é propor o contrário ao Estado. Ou seja, o município garante a estrutura e o Estado cuida da manutenção. Seria bem mais justo, pois a maioria dos pacientes vão vir de outras cidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *