É difícil passar um dia que, no exercício da profissão, não me depare com um acidente de trânsito envolvendo motocicleta em Marechal Cândido Rondon. E raros são os acidentes em que o condutor da moto não se machuca. E, na maioria dos casos, o motorista do carro é quem provoca o acidente. Mas, por que isso?

Ninguém provoca um acidente de propósito. O nome já diz: ACIDENTE. Ou seja, um evento indesejável e inesperado que causa danos e que ocorre de modo não intencional.

Seguidamente eu ouço motoristas em desespero diante de um motociclista caído: “Mas, eu olhei e não vi ele”. Sem sombra de dúvida, em determinados momentos os pontos cegos do carro de fato impedem enxergar a aproximação de uma moto, até porque, normalmente, a aproximação da moto é muito mais rápida do que um automóvel. Por isso, a legislação já obriga as motos a trafegar com o farol aceso.

Se trafegar dentro do limite de velocidade já é perigoso, imagine quando se ultrapassa esse limite. Qualquer toque, por mais leve que seja, será o suficiente para uma queda violenta.

O excesso de confiança nas esquinas e trafegar perto demais dos veículos também são fatores de risco para quem pilota. De nada adianta eu estar na preferencial, se o motorista do carro não me enxergar e invadir. Quem vai levar a pior sempre é o motociclista. Por isso, é melhor reduzir e observar com atenção se o motorista realmente lhe viu.

Se os motociclistas passarem a observar mais pequenos detalhes como os citados e os motoristas ampliarem seus cuidados ao atravessar uma preferencial ou fazer uma conversão, certamente os Bombeiros terão menos trabalho na cidade.

Precisamos conviver harmoniosamente, motoristas e motociclistas. Precisamos das motos. Elas são muito úteis. As empresas precisam para agilizar e baratear suas entregas. Os trabalhadores precisam de um veículo de transporte econômico. E o trânsito precisa para ser menos congestionado. Afinal, já imaginou se cada proprietário de moto trocasse a mesma por um carro?

One Reply to “Moto perigo”

  1. Como dito que ninguem causa o acidente é falso (o acidente não acontece sosinho), pode ser por erro, imprudencia ou falta de habilidade, alguem o causou mesmo que seja intencional.

    Não é a Moto que é perigosa, mas na maioria das vezes a pessoa que está em cima dela, que empina a Moto, faz manobras arriscadas, corre demais, fecha os carros, não respeitta as leis de transito e trafaga na contramão, não reduz a velocidade com a chuva ou com a visibilidade comprometida, seja pela chuva, neblina, escuridão noturna ou viseira do capacete riscado, anda com o pneu careca, freio ruim ou acelerador com excessiva folga.

    Vejo muita irresponsabilidade de outros motociclistas que são irresponsaveis e abusam da autoconfiança em detrimento da legislação de transito, é certo que muitos acidentes são causados por motoristas, mas tambem é certo que os motociclistas abusam da sorte e de eventos que para eles são desfavoraveis.

    Gostaria que minha opinião fosse postada e seja respeitada a autoria do texto.

    Atenciosamente Klaus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *