O juiz Luiz Antonio Bonat foi escolhido nesta sexta-feira (9) como titular da 13.ª Vara Criminal de Curitiba, lugar que foi de Sérgio Moro.

Especialista em Direito Público, Bonat tem experiência na área criminal. Ele é magistrado há 25 anos e é dos tempos em que não havia varas especializadas em lavagem de dinheiro, processos eletrônicos, nem divisão de setores criminal e cível.

Formado em Direito em 1979, atuou na 1.ª Vara Federal de Foz do Iguaçu, na 3.ª Vara Criminal Federal de Curitiba e na 1.ª Vara Federal de Criciúma (SC).

É desse período como juiz em Criciúma decisão histórica de Bonat, em que proferiu a primeira condenação criminal contra uma empresa. O caso envolvia extração ilegal em área de preservação ambiental permanente no interior de Santa Catarina e ele condenou criminalmente os donos (pessoa física) e a empresa.

O futuro juiz da Lava Jato tem perfil diferente de Moro, quando o assunto é relação com a imprensa, manifestações públicas e participação em palestras e eventos. De uma geração mais antiga de magistrados, Bonat é daqueles que “só se manifestam nos autos”. Não é muito chegado a entrevistas.

Apesar de mais reservado, o juiz é tido como técnico, ponderado e perspicaz.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.