Não pegou muito bem o comportamento do ministro das Comunicação, Paulo Bernardo, ontem, no caso envolvendo a demissão de Palocci e a nomeação de Gleisi para a Casa Civil. O colunista Ricardo Setti, da Revista Veja, chegou a dizer que o ministro fez a todos de palhaço.

Isso tudo porque em matéria publicada pela Agência Brasil (agência oficial do governo, comandada por Bernardo), às 14h34, apresentava uma declaração do próprio Paulo Bernardo dizendo que o caso Palocci estava superado no governo com o arquivamento das representações contra ele. Da forma como a matéria foi apresentada, dava a entender, inclusive, que Palocci continuaria ministro.

Menos de cinco horas depois, a mesma Agência Brasil divulga outra notícia, exatamente às 18h52, confirmando a senadora Gleisi Hoffmann como nova chefe da Casa Civil. Ela, mulher de Paulo Bernardo.

Estando claro que Bernardo deveria saber ou ao menos suspeitar que sua mulher seria a substituta de Palocci, por que o Ministro das Comunicações deu declaração horas antes dizendo que estava tudo superado?

Realmente, parece que o colunista da Veja tem razão ao dizer que Bernardo por algumas horas quis fazer a todos de palhaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *