84 anos

Completa 84 anos hoje o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Ele nasceu no Rio de Janeiro, em 18 de junho de 1931.

Sociólogo e cientista político, foi também professor universitário e escritor, além de político, é claro. Entrou na política depois de voltar do exílio no Chile e na França, por causa da ditadura militar no Brasil.

Foi Senador e depois Ministro da Fazenda no governo Itamar Franco. Foi aí que ganhou projeção, ao chefiar a implantação do Plano Real. Isso o tornou o nome forte do PSDB para a corrida presidencial em 1994.

Em 1998 tornou-se o primeiro presidente reeleito do Brasil, mas no segundo mandato amargou uma queda na sua popularidade devido a uma forte desvalorização do Real, a crise do apagão e outros acontecimentos.

Atualmente participa de diversos conselhos consultivos no exterior, ministra palestras e é membro da Academia Brasileira de Letras.

Eleição na Câmara

Passado o calor (e que calor) da campanha presidencial, as atenções da política local agora se voltam para a escolha do novo presidente da Câmara.

Nas conversas sobre o assunto, três nomes são constantemente lembrados para a sucessão de Ilário Hofstaetter, sendo dois do PP e um do PMDB.

Um dos postulantes do PP é João Marcos Gomes, que já foi presidente do Legislativo. Outro do PP é o atual secretário de Viação e Serviços Públicos, Adriano Cottica, que poderá voltar à Câmara ainda neste ano.

Pelo PMDB é o vereador Josué Pedralli que pretende ocupar o cargo maior do Legislativo rondonense.

As conversas devem se acentuar daqui para frente, uma vez que a nova mesa diretiva para o biênio 2015-16 deve ser eleita até a última sessão ordinária deste ano.

Voto num poste

O ex-presidente Lula lançou a presidente Dilma à reeleição na última quarta-feira, numa festa do PT. Ele fez isso estrategicamente, para evitar a deflagração de um movimento “VOlta Lula”.

Mas, o que chamou a atenção dos petistas foi o tratamento de Lula à presidente DIlma ao lançá-la à reeleição.

Disse Lula: “A primeiro vez que votei para Presidente foi em mim mesmo, de tanto que gostava de mim (risos), na segunda votação também foi em mim (mais risos), na terceira, por azar, foi num poste (silêncio) que está iluminando o Brasil (novos aplausos)”.

Código Florestal

A presidente Dilma Rousseff vetou nesta quarta-feira (17) a principal mudança feita no Código Florestal pelo Congresso, a que alterava a chamada escadinha e diminuía a área de recuperação de florestas nas margens dos rios. Um decreto presidencial, usado para regulamentar o Cadastro Ambiental Rural (CRA) e o Programa de Recuperação Ambiental (PRA), vai recuperar o texto original da Medida Provisória alterada pelos parlamentares, o que promete abrir uma nova frente de batalha com a bancada ruralista da Câmara dos Deputados.

No total, a presidente vetou nove de 84 itens da MP aprovada em setembro pelo Congresso. Tanto o texto quando o novo decreto serão publicados nesta quinta-feira (18) no Diário Oficial.

Suco por cima

Se em Marechal Cândido Rondon há o “Gordinho do Suco”, Curitiba tem o João do Suco. Aliás, nesta segunda-feira, o vereador João do Suco (PSDB) foi eleito presidente da Câmara Municipal da capital paranaense.

Suco é do mesmo partido do antigo presidente, João Cláudio Derosso, que renunciou na última segunda-feira (12), pouco antes de ser protocolado requerimento para pedir seu afastamento definitivo em função de uma série de denúncias.

João Luiz Cordeiro tem 53 anos e está em seu primeiro mandato como vereador.  O apelido foi dado por amigos e veio de uma lanchonete de sua propriedade , chamada de “Lanchonete do João do Suco”.

Câncer… mal de presidente?

Depois de realizar exames de rotina médicos detectaram um câncer na glândula tireoide da presidente da Argentina, Cristina Kirchner (foto). O anúncio foi feito ontem (27) pela assessoria da presidente. A presidente terá de ser submetida a uma cirurgia no próximo dia 4 de janeiro e permanecerá em licença médica até o dia 24. Neste período, a presidência será ocupada pelo vice-presidente, Amado Boudou.

Este é o quinto caso de câncer em presidentes da América Latina, a mesma doença já atingiu os presidentes Hugo Chávez, da Venezuela, Fernando Lugo, do Paraguai, e Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, do Brasil. Continue lendo…

Na época da ditadura

Esta semana me enviaram uma anedota, que me divertiu muito. É uma piada, mas no fundo, no fundo, é o espelho da realidade, guardados, é claro, os exageros típicos de toda piada. Eu compartilho ela aqui neste espaço. Leia, divirta-se e reflita:

Na época da ditadura podíamos acelerar nossos Mavericks acima dos 120km/h sem a delação dos radares, mas não podíamos falar mal do presidente.

Podíamos cortar a goiabeira do quintal, empesteada de taturanas, sem que isso constituísse crime ambiental, mas não podíamos falar mal do presidente. Continue lendo…

1
2