Começam as convenções

Podem ser realizadas deste domingo e até o próximo dia 30 as convenções dos partidos políticos para a escolha dos candidatos às prefeituras e às câmaras de vereadores de todos os municípios do país, visando as eleições de outubro.  Nessas  convenções também devem ser definidas as eventuais coligações partidárias.

De hoje em diante, até o final da campanha eleitoral, é também proibida às emissoras de rádio e de televisão a transmissão de programa apresentado ou comentado por candidato escolhido em convenção partidária.

Lista dos inelegíveis

É aguardada com grande expectativa no meio político a divulgação da lista das pessoas consideradas como “inelegíveis” para as eleições de outubro próximo.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Paraná vai entregar hoje (05) ao Ministério Público Eleitoral a lista dos gestores públicos que tiveram contas desaprovadas. Ao mesmo tempo, a lista dos “inelegíveis” será disponibilizada também no site do TCE para acesso de qualquer interessado.

A expectativa é que este ano a lista deverá ser ampliada, uma vez que a legislação eleitoral prevê que sejam relacionados todos os ordenadores de despesas que tiveram contas desaprovadas ao longo dos últimos oito, em vez de cinco anos, como ocorreu nas últimas eleições municipais, em 2008.

Encrenca anunciada

A confusão que aconteceu nesta quarta-feira (23) na Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon já estava anunciada há vários meses. E olha que ninguém precisava ser vidente para prever isso. Qualquer um que acompanhou alguma das sessões dos últimos três anos poderia fazer esta previsão. Ficar discutindo questões de ordem pessoal durante o horário legislativo, só poderia dar nisso.

A classe política como um todo já está desacreditada em função de muitos escândalos que acontecem pelo país afora. Não quero condenar ou defender esse ou aquele vereador. Porém, é importante que os nove avaliem bem o episódio que ocorreu e tomem atitudes no sentido de evitar que isso se agrave, pois o reflexo disso vai respingar em todos, mesmo naqueles que nada tinham a ver com a encrenca.  É só observar os comentários nas redes sociais e nos recados do AquiAgora.net.

Desconforto

Causou certo desconforto o fato do pré-candidato a prefeito pelo PTB, Vítor Giacobbo, ter anunciado na semana que passou, que poderá ter como vice a ex-primeira-dama, Vera Seyboth (DEM). O desconforto maior ocorreu junto a outros partidos de oposição, que até então tinham na candidatura de Giacobbo certa simpatia e estudavam até a possibilidade de uma aliança.

Continue lendo…

Começam as desincompatibilizações

O cenário político em Marechal Cândido Rondon começa a ficar mais claro esta semana. Ocorre que até o dia 7 de abril todos aqueles que têm pretenção de concorrer nas eleições de outubro próximo e ocupam algum cargo público devem se desincompatibilizar.

Os desligamentos já começaram nesta segunda-feira (02), quando os secretários de Administração, Luiz Carlos Cardoso, e Segurança e Trânsito, Ito Rannov, ambos do PMDB, pediram exoneração e voltaram para a Câmara. Com o retorno dos titulares ao Legislativo, os suplentes Albenice Pinto de Souza e Josoé Pedralli tiveram que deixar a Câmara. Continue lendo…

Primeira visita

Está confirmado para quinta-feira (29) a primeira visita do Senador da República Sérgio Souza (PMDB-PR) ao município de Marechal Cândido Rondon. Ele vai cumprir agenda na Copagril às 17 horas e na prefeitura às 18 horas. Depois disso ele seguirá para Assis Chateaubriand, onde realizará encontro político e na sexta (30) estará em Cascavel numa reunião da Amop.

Sérgio Souza é natural de Ivaiporã/PR e era suplente da Senadora Gleisi Hoffmann. Quando Gleisi aceitou o convite para o ministério do Governo Dilma, em junho de 2011, Souza assumiu uma cadeira no Senado Federal.

Oposição definida em Santa Helena

Partidos que integram o grupo de oposição em Santa Helena realizaram uma reunião na noite de ontem (16), inclusive com a participação do deputado estadual Ademir Bier. Na oportunidade as lideranças decidiram que devem trabalhar com as pré-candidaturas do empresário Margon Strassgburger (PMDB) e do presidente da Câmara de Vereadores, Jucerlei Sotoriva (PP). Quem também estava no páreo era o vereador Valdonir Weizenmann, o Titi, que preferiu retirar sua pré-candidatura.

Pesquisas deverão definir, no tempo hábil, quem entre Strassburger e Juce será o candidato a prefeito e quem será vice.