Novo capítulo

Antes de iniciar o processo eleitoral deste ano em Marechal Cândido Rondon já havia quem arriscasse dizer que esta seria uma eleição diferente, com menos barulho, porém com um embate jurídico muito forte. E as perspectivas se confirmaram.

Enquanto em todo o Brasil a grande maioria dos municípios já sabe quem será seu futuro prefeito, até mesmo nas cidades que tiveram segundo turno, em Marechal Rondon a questão ainda depende de decisões na esfera judicial.

Se de um lado, o prefeito Moacir Froehlich aguarda com expectativa a decisão do TRE, em Curitiba, quanto ao seu recurso devido à cassação do registro de sua candidatura, por outro lado, Vítor Giacobbo também entra no clima de expectativa, pois pode vir a enfrentar situação semelhante. Continue lendo…