Aproximação

Um encontro inédito está marcado para acontecer na próxima quinta-feira, dia 9, na prefeitura de Marechal Cândido Rondon. Trata-se de uma reunião do deputado estadual Elio Rusch (DEM) com o prefeito Moacir Froehlich (PMDB).

A iniciativa do encontro foi do deputado, que pretende colocar-se oficialmente à disposição do município para representá-lo na busca de recursos junto ao Governo do Estado. Élio é o atual vice-líder do Governo junto a Assembleia Legislativa e, portanto, têm trânsito facilitado junto aos diversos órgãos do governo. Caberá ao prefeito aproveitar essa condição e somar força para viabilizar mais recursos do Estado em favor do município. Continue lendo…

Renovação nas candidaturas

As eleições municipais do ano que vem devem revelar vários nomes novos na política de Marechal Cândido Rondon. Há uma grande possibilidade de haver candidaturas inéditas à prefeito e algumas lideranças jovens também já cogitam a possibilidade de disputar uma vaga no Poder Legislativo que, aliás, terá quatro cadeiras a mais a partir de 2013. Continue lendo…

Muito prestígio no governo

Tão logo iniciou o governo de Beto Richa no Paraná, alguns comentários em Marechal Cândido Rondon davam conta de que o deputado estadual Elio Rusch (DEM) teria pouco prestígio junto ao novo governador, pois teria demorado para declarar o seu apoio à sua candidatura. Não foi o que pode ser percebido ontem (26) na visita de Richa a Santa Helena.

Havia 7 deputados estaduais acompanhando a comitiva, inclusive o líder do governo na Assemleia, Ademar Traiano (PSDB). Porém, quem falou em nome de todos os deputados presentes foi o rondonense Elio Rusch. Se estivesse mal de prestígio, certamente não lhe seria conferida essa oportunidade.

Ofício ao governador

O vereador Guido Herpich, do PSDB de Marechal Cândido Rondon, esteve na tarde desta quinta-feira (26) em Santa Helena, acompanhando a visita do governador Beto Richa àquela cidade. Guido Herpich aproveitou a ocasião para entregar um ofício ao governador.
No ofício o vereador rondonense pede o comando do partido em Marechal Cândido Rondon, uma vez que é o único vereador da sigla no município. Caso não seja atendido, ele ameaça deixar o partido.

Falta de quórum na Câmara

Alguma coisa anda mal no relacionamento do prefeito Moacir Froehlich com alguns vereadores do seu partido, o PMDB. Hoje de manhã, uma sessão extraordinária da Câmara, que pretendia agilizar a votação de projetos de interesse do Executivo, não aconteceu por falta de quórum.

A sessão estava marcada para as 8h, porém apenas quatro vereadores estavam presentes: o presidente Ilário Hofstaetter (PMDB), o secretário Valdemir Sonda (PMDB), além de Guido Herpich (PSDB) e Elmir Port (PTB). O presidente iniciou a sessão e teve que encerrar em seguida por falta de quórum. Continue lendo…

Avalanche de pré-candidatos

Poucas vezes na história política de Marechal Cândido Rondon se viu tantas pessoas com pré-disposição para candidatar-se a prefeito pelos lados da oposição. Alguns nomes de pré-candidatos já estão bem explícitos, como é o caso do sindicalista Wilson Moraes (PPS), do empresário Vítor Giacobbo (PTB) e do vereador Ítalo Fumagali (PSC).

Além destes, também podem postular uma candidatura majoritária o vereador Elmir Port (PTB), o ex-vereador Valdir Sachser (DEM), o vereador Sérgio Maciel (PSB), o ex-prefeito Dieter Seyboth (PPS), o ex-vice-prefeito Portinho (PTB), entre outros.

Há também algumas lideranças emergentes, sem envolvimento político até agora e que, constantemente são citadas como eventuais candidatos em potencial tanto a prefeito como a vice. É o caso, por exemplo, dos ex-presidentes da Acimacar, Ana Carolina Seyboth Kurtz e Sérgio Marcucci.

Pelos lados da situação tudo indica que o atual prefeito, Moacir Froehlich (PMDB) seja candidato à reeleição.

Um jeito divertido de fazer política

O vereador rondonense Ítalo Fernando Fumagali tem encontrado um jeito bem divertido de fazer política em Marechal Cândido Rondon. Os seus pronunciamentos da tribuna da Câmara nas sessões de segunda-feira geralmente reservam alguma surpresa.

Ele já levou cartazes, algemas e outros objetos para ilustrar seus pronunciamentos. Na última segunda-feira (16) ele levou uma grande cuia de chimarrão com os dizeres “Aqui tem IPTU”, numa forma irônica de criticar tanto o aumento do IPTU como o gasto de dinheiro público para comprar cuias de chimarrão para servir de regalo aos visitantes oficiais do município.