Notícia boa

As operadoras de celular serão proibidas de cobrar por novas chamadas para um mesmo número se a ligação cair. A determinação é da Anatel, visando equilibrar as cobranças nos planos ilimitados de telefonia móvel.

A medida vem uma semana depois de o Ministério Público no Paraná ter divulgado relatório de fiscalização da agência que acusava a TIM de derrubar intencionalmente a ligação dos clientes do plano Infinity para ganhar pela cobrança de uma nova chamada. A medida da Anatel atingirá todas as operadoras.

Olimpíadas sem a Globo: aprendizado

O Estadão deste domingo (12) publica uma matéria interessante, em que analisa a primeira Olimpíada sem a transmissão da Globo no Brasil. Realmente, foi um aprendizado interessante para a TV brasileira, habituada a ter as cartas sempre nos mesmos lugares.

A Globo lidou com a falta de imagens, a Record com a crítica dos telespectadores e os canais pagos tiveram que se reinventar, uma vez que dispunham de poucas credenciais para fazer a cobertura.  Continue lendo…

Campanha tímida nas redes sociais

marketing-digital-político-redes-sociais

O que era pra ser o grande diferencial para as eleições deste ano, as redes sociais até que estão sendo pouco utilizadas em Marechal Cândido Rondon e microrregião. É claro que, tanto para os candidatos, como para a própria Justiça, o ambiente virtual é uma novidade e, pela primeira vez, acompanhado de perto pelos eleitores.

A minha expectativa era de que as redes fossem mais utilizadas, especialmente neste período que antecede a propaganda eleitoral gratuita no rádio. Mas, das duas uma… ou os candidatos e partidos não se prepararam para utilizar estas ferramentas de forma inteligente ou o povo não quer mesmo saber nada de política. Continue lendo…

Silêncio nas ruas

Está muito tranquilo até agora o processo eleitoral em Marechal Cândido Rondon, quando faltam apenas 60 dias para as eleições. Apesar de não ter saído o TAC que previa ações mais limitadas de propaganda política, até o momento os candidatos e partidos têm sido bem discretos. Poucos são aqueles que já fizeram panfletos. Há alguns carros estão adesivados, mas os ares ainda estão tranquilos, de conversa nas esquinas, mas sem barulho.

É claro que as coisas devem ser intensificar a partir do momento que iniciar a propaganda eleitoral gratuita no rádio. Esta começa daqui a duas semanas, na terça-feira, dia 21 de agosto e segue até a quinta-feira, dia 4 de outubro.

Vai dar em alguma coisa?

O início do julgamento do caso do “mensalão” no STF leva muita gente a se perguntar: – Será que isso aí vai dar em alguma coisa?

Esta incredulidade do povo ocorre porque as pessoas já estão cansadas de ver escândalos políticos “terminar em pizza”. Mas, vamos e venhamos, o simples fato de 38 pessoas, entre ex-ministros e parlamentares, irem a julgamente, já é uma grande coisa.

Se vão acontecer condenações é outro departamento. Até porque muitos destes crimes até já prescreveram. É possível também que tudo seja entendido como simples caixa dois e não como compra de votos. E caixa dois, pelo nosso arcaico Código Penal, não prevê prisão para os envolvidos.

Mas, já me agrada muito ver os envolvidos nesse mar de lama sendo julgados. É verdadeiramente, um avanço no nosso país.

Jornalista: profissão problema

Chega mais uma vez o tempo em que muitos estudantes começam a se preparar para o vestibular. A escolha de que curso fazer é o primeiro grande desafio. Chega a ser quase um ato de covardia obrigar um adolescente de 16 ou 17 anos a escolher o que ele vai ser na vida adulta. Muitos acabam induzidos a seguir uma carreira equivocada em função de uma decisão equivocada nesta tenra idade.

Para quem pensa em seguir a carreira de jornalista, é interessante ler o artigo publicado na seção “Vestibular e Educação”, do G1. Foram entrevistados Caco Barcelos (apresentador) e Ana Escalada, editora-chefe do programa Profissão Repórter. Na matéria eles falam sobre a carreira de jornalista e Ana faz uma importante observação: “Uma pessoa que não gosta de problemas não deve ser jornalista, uma pessoa que gosta de rotina não deve ser jornalista”.

Clique aqui e confira o artigo no G1.

Avaliação positiva

IMG_2263

Foi muito positiva a avaliação feita pela CCO sobre a Expo Rondon 2012. Apesar de ter chovido em três dos cinco dias de festa, o tempo não atrapalhou muito a programação. Os maiores prejudicados foram os shows de Milionário e José Rico (quinta a noite) e de André Valadão (domingo a noite). Mesmo assim, teve muita gente que acompanhou as apresentações, abaixo de chuva. Continue lendo…

Major Erich Osternack

Inaugurado na última quarta-feira (25), durante as festividades dos 52 anos de Marechal Cândido Rondon, o Batalhão de Polícia de Fronteira vai cobrir toda área de fronteira do Paraná, com a Argentina e o Paraguai, bem como as divisas com os estados de Santa Catarina e São Paulo. O comandante do novo Batalhão é o Major Erich Osternack.

Confira a entrevista com o oficial, que explica como vai funcionar esta nova unidade policial na região.