Plano contra incêndio

A tragédia de Santa Maria-RS está ganhando mais um personagem no rol de comentários e reportagens produzidos pela imprensa. Vazou ao público que a boate Kiss tinha contratado uma empresa de propriedade de dois bombeiros, que executou a obra do plano contra incêndio da casa.

Sim, a boate tinha um plano contra incêndio. Agora, a investigação quer saber se houve algum tipo de favorecimento pelo fato da empresa ser de um bombeiro. Há gente que acredite que a boate pode não ter sido fechada quando venceu o plano de prevenção, em agosto de 2012, pela complacência dos próprios colegas bombeiros.

Nova rede social

Foi lançado esta semana, inclusive em português, o Swipp (www.swipp.com), uma nova rede social que quer ir além das curtidas do Facebook para medir a opinião pública sobre determinado assunto. A ideia é que o internauta dê notas de 1 a 5 para produtos, pessoas e ideias. É só criar um tema ou selecionar um dos tantos disponíveis.

Você pode conferir estatísticas como pontuação média, gênero, idade e país de quem deu opinião sobre determinado assunto.

É aguardar pra ver se “bomba”.

Tragédia de Santa Maria

Donos da boate, músicos, seguranças, bombeiros, prefeitura, governo e outros envolvidos diretamente com a tragédia em Santa Maria-RS estão sendo alvo, neste momento, do dedo acusatório de milhões de brasileiros.

Se fizermos uma análise fria do que aconteceu em Santa Maria, vamos perceber que isso poderia ter ocorrido em centenas, talvez milhares de outros locais por esse país afora. E então seriam outros os acusados. Os responsáveis por essa tragédia devem sim ser apurados e punidos. Mas, muito além disso, ações precisam acontecer de forma a disciplinar essa questão da segurança em todo o país.

Ficou provado com vidas que não adianta tapar o sol com a peneira. Se existem regras, elas foram criadas para serem seguidas e não para se “dar um jeitinho”. O preço pode ser caro demais.

Facebook fora do ar

A bruxa andou solta no mundo virtual nesta segunda-feira, (10). O Gmail e o Google Drive passaram por problemas técnicos e ficaram fora do ar durante a tarde. No início da noite foi a vez do Facebook. A interrupção, que começou por volta das 21h, durou cerca de 20 minutos. Internautas de diversos países começaram a reclamar do problema pelo Twitter.

“O Facebook caiu! É o começo do fim do mundo! #21D” escreveu um usuário no Twitter, em referência às profecias do fim do mundo em 21 de dezembro.

Aparentemente, o problema atingiu principalmente os usuários dos EUA.

Comentários desativados em Facebook fora do ar Tags , |

Um homem qualquer

A morte de Oscar Niemeyer revelou um fato até então desconhecido da sociedade brasileira. Enquanto seguidamente observamos pessoas buscando homenagens e reconhecimentos pífios, até mesmo pagando altos preços por isso, Niemeyer dispensou uma festa em sua homenagem pelos seus 80 anos, em 1987. A história foi revelada agora, através de uma carta, enviada por Niemeyer ao amigo pessoal José Aparecido de Oliveira, então governador do Distrito Federal.

Na carta, entre outras coisas, o arquiteto diz que levou sua vida como outra pessoa qualquer: “Na verdade, meu amigo, passei pela vida como outro homem qualquer. Nada de excepcional. Os mesmos problemas de trabalho e subsistência, de sonhos, tristezas e fantasias”. No final, ele pede: “Meu desejo hoje é passar meu aniversário em completo anonimato. Data que, a meu ver, não deve entusiasmar ninguém.”

Um sopro de 104 anos

Ele foi o arquiteto de Brasília, mas nunca quis ser assim lembrado. Oscar Niemeyer dizia apenas que queria ser lembrado como um ser humano que passou pela Terra como todos os outros, “que nasceu, viveu, amou, brincou, morreu, pronto, acabou!”, disse em entrevista a BBC.

Um verdadeiro gênio da arquitetura moderna, Niemeyer se inspirava em curvas de rios e corpo feminino. “O mundo é cheio de curvas. Se você tem que vencer um espaço grande, a curva é a solução natural que o concreto armado pede”, justificava suas obras. Continue lendo…

Horário eleitoral

Foi definido nesta segunda-feira (13) o tempo de cada partido/coligação na propaganda eleitoral gratuita no rádio, em Marechal Cândido Rondon. A definição do tempo de cada partido é conforme a representatividade na Câmara Federal. O horário eleitoral começa na próxima terça-feira (21).

Confira como ficou a divisão do tempo para os candidatos a prefeito:

  • PPS: 1min59
  • Coligação Rondon Legal: 2min18
  • Coligação Mais Rondon: 12min37
  • Coligação Rondon Levado a Sério: 9min19
  • Psol: 1min47
  • PRB: 2min
Para os candidatos a vereador, a divisão do tempo ficou assim definida:
  • Psol: 1min32
  • PPS: 1min33
  • Coligação Rondon Legal: 2min3
  • Coligação PMDB, PT, PDT e PC do B: 9min19
  • Coligação PP e PR: 4min29 segundos
  • PRB: 1min48