300 jogos

O técnico da Copagril, Marquinhos Xavier, vai completar 300 jogos no comando da equipe rondonense de futsal na próxima sexta-feira, dia 23, no amistoso diante do Jaraguá, no Ginásio Ney Braga.

É uma marca histórica pra ele (Marquinhos) e para nós, torcedores rondonenses, que nos acostumamos a acompanhar um estilo de futsal arrojado feito com muito planejamento. Graças a isto, em 4 temporadas, disputamos duas finais de estadual e uma final nacional, além de outros títulos.

Xavier é literalmente o sexto homem em quadra. Parabéns e sucesso na temporada de 2013.

 

Mais tempo e projetos

O árbitro Roberto Braatz foi reconduzido à Secretaria de Esporte e Lazer de Marechal Cândido Rondon, através de uma indicação do seu partido, o PP. Fora dos campos por conta da aposentadoria forçada na arbitragem (estourou a idade), Braatz terá mais tempo para se dedicar e acompanhar as ações da pasta.

Entre outras coisas, ele já adiantou que pretende ter alguém na equipe focado na elaboração de projetos visando buscar recursos e parcerias nas outras esferas de governo. Segundo ele, há muita coisa para se buscar, desde que se tenha bons projetos.

Focado nisso e nos bons contatos que tem por todas as partes do país, Braatz tem tudo para realizar um bom trabalho.

Dia de Gre-Nal

Hoje é dia de Gre-Nal. O jogo vai ser fora de Porto Alegre, em Erechim. Como estou na cidade, vou aproveitar pra assistir.

O Grêmio não vai colocar em campo a sua equipe principal. Dunga esperava pelo time titular de Luxemburgo, mas o próprio treinador gremista não comandará seu time.

Diante disso tudo, a responsabilidade colorada é maior, apesar que Gre-Nal, com titulares ou reservas, é sempre um jogo emocional, diferente.

Fim da avalanche

O Conselho de Administração do Grêmio deverá determinar a colocação de cadeiras no espaço da Arena em que, atualmente, se posiciona a Geral. Em outras palavras, trata-se da extinção da avalanche. O presidente Fábio Koff considerou inadmissível o ocorrido no gol de Elano no jogo contra a LDU na noite desta quarta-feira (30), quando vários torcedores caíram no fosso, resultando em lesões em sete, que precisaram de atendimento em hospitais.

A história se repete

Tudo leva a crer que o Brasil vai repetir para a Copa de 2014 os mesmos erros de 1950: obras atrasadas, sedes escolhidas por motivos políticos e incertezas até o último momento.

Há 60 anos, quando o Brasil estava prestes a sediar sua primeira Copa do Mundo ainda havia presença de andaimes nas arquibancadas do Maracanã: ao chegarem ao estádio, torcedores se depararam com barro, lama e material de construção espalhado pelo local.

Agora, a um ano e meio da Copa, muita coisa ainda está por ser feita e tudo indica que vamos repetir os mesmos erros.

Comentários desativados em A história se repete Tags , |

Marcel Buth

No último sábado conversei com o professor de Educação Física, Marcel Buth, das academias Flex e Flex Mais, de Marechal Cândido Rondon. O assunto em pauta foi musculação. O que impressiona é que, ao contrário do que eu imaginava, a maioria das pessoas que procuram as academias objetivam melhorar a sua definição física, ou seja, a estética corporal. Eu, sinceramente, imaginava que a preocupação maior era com a saúde e o próprio condicionamento físico. Mas, claro, mesmo cuidando da estética, quem pratica uma atividade como a musculação, por exemplo, está se exercitando e cuidando da saúde. Confira na íntegra a entrevista com Marcel Buth, gravada em vídeo para o quadro Em Conexão do AquiAgora.net.

Roberto Braatz

Na última semana conversei com o assistente de árbitro FIFA Roberto Braatz. Nascido em Marechal Cândido Rondon, ele integrou o trio de arbitragem que representou o Brasil na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. Roberto está em seu último ano de arbitragem, uma vez que atinge a idade limite estabelecida pela FIFA (45 anos). Na entrevista ele faz uma avaliação de sua carreira e comenta momentos inusitados. Roberto também fala sobre os planos futuros, comentando que já tem convites para atuar como instrutor em cursos de arbitragem. Confira na íntegra da entrevista levada ao ar nesta segunda-feira pelo site AquiAgora.net

 

Ginásio Ney Braga

Muito prudente e esclarecedora a nota expedida pela Secretaria de Esportes a respeito da utilização do Ginásio de Esportes Ney Braga.

Porém, eu tenho, particularmente, uma opinião contrastante com a prática da utilização do ginásio. Penso que uma praça esportiva como essa, deveria ser utilizada tão somente para sediar competições e não para servir de “peladas”, mesmo com o pagamento de aluguel.

Penso que um ginásio como o Ney Braga é para ser utilizado sim pelo público. Mas, da arquibancada, torcendo pelos times da casa, aplaudindo os atletas, independente de modalidade.