A quarta maior bilheteria

logoRevivendo depois de quase 14 anos a saga de dinossauros iniciada com Steven Spielberg em 1993, o filme “Jurassic World: O mundo dos dinossauros” já é o quarto filme de maior bilheteria de todos os tempos. Desde a estreia nos cinemas, em junho, a produção já arrecadou US$ 1.513 bilhão.

A maior bilheteria é de “Avatar” (2009), que arrecadou US$ 2.788 bilhões. Depois vem “Titanic” (1997) e seus US$ 2.186 bilhões. Em terceiro lugar está o filme “Os Vingadores” (2012), que soma de US$ 1.519 bilhão.

Se “Jurassic World” continuar acelerado, não vai demorar para subir da quarta para a terceira posição.

Carlos Gomes

26_CarlosGomes2Apesar da ópera não ser o forte da música brasileira, nasceu no dia 11 de julho, em 1836, o mais importante compositor de ópera do Brasil: Antônio Carlos Gomes.

Autor da ópera O Guarani, Carlos Gomes destacou-se desde jovem pelo estilo romântico e fez sucesso na Europa.

Falecido em 1896, os restos mortais do maestro estão num monumento-túmulo, em Campinas, sua terra natal. Na mesma cidade está também o Museu Carlos Gomes, que reúne objetos e partituras do compositor.

A cruz, a foice e o martelo

foiceNão sei qual foi a intenção do presidente da Bolívia, Evo Morales, ao presentear o Papa Francisco com um crucifixo com Cristo sobre uma cruz formada por uma foice e um martelo, símbolos do comunismo.

A foice e o martelo representam duas classes, o campesinato e o proletariado industrial, respectivamente. Esta aliança é considerada fundamental pelos marxistas para o sucesso da revolução socialista.

Historicamente, a fé cristã e o comunismo são ideologicamente incompatíveis. O marxismo autêntico nunca gostou do cristianismo autêntico e vice-versa.

O próprio Papa Francisco já disse que o comunismo tenta roubar da igreja a “bandeira dos pobres”, e que como o cristianismo tem quase dois mil anos a mais que o marxismo, então os marxistas são cristãos.

Independente de qual tenha sido a intenção do polêmico presidente boliviano com o presente inusitado, com certeza ele gerou polêmica e muita controvérsia. O assunto haverá de ser pauta de muitos artigos e análises acerca de comunismo e cristianismo nos próximos dias.

35 anos sem Vinicius

No dia 9 de julho de 1980 o Brasil perdia o poeta Vinicius de Moraes. Naquela madrugada Vinicius começou a se sentir mal na banheira da casa onde morava, na Gávea/RJ, vindo a falecer logo depois.

Sua obra é muito vasta, tanto na literatura, como no teatro, no cinema e na música. Apesar de considerar a poesia sua maior vocação, foi na música que Vinícius ganhou maior projeção, atuando ao lado de artistas como Tom Jobim, Chico Buarque, João Gilberto, Toquinho, entre outros.

Boêmio, fumante, tomador de uísque, era também um exímio conquistador. Não foi à toa que teve nove mulheres ao longo da vida.

vinicius-de-moraes-facebook3

25 anos sem Cazuza

cazuzaHoje faz 25 anos da morte do cantor Agenor de Miranda Araújo Neto, conhecido como Cazuza.

Famoso como vocalista do Barão Vermelho, Cazuza foi um dos maiores compositores da música brasileira.

Conhecido pela vida rebelde e polêmica, Cazuza contraiu o vírus HIV, fato que revelou em 1989. A AIDS o matou justamente no dia 7 de julho de 1990

 

Comentários desativados em 25 anos sem Cazuza Tags , , |

Independence day

4 de julho é o dia da Declaração da Independência dos Estados Unidos da América, ato que ocorreu em 1776, tornando as Treze Colonias americanas independentes da Grã-Bretanha, após uma série de conflitos.

Como os britânicos estavam se aproveitando da América do Norte, com altos impostos para pagar o prejuízo das guerras feitas pelos ingleses, as Treze Colônias resolveram criar a Declaração da Independência dos Estados Unidos da América, editada por Thomas Jefferson, que se tornaria mais tarde o terceiro presidente americano.

Monteiro Lobato

monteirolobato2Há exatos 67 anos morria, no dia 4 de julho de 1948, um dos mais influentes escritores do Brasil de todos os tempos: José Bento Renato Monteiro Lobato.

As suas obras mais populares eram voltadas às crianças. Entre as mais famosas estão o Picapau Amarelo (1939) e Caçadas de Pedrinho (1933). Pode-se dizer que ele foi o precursor da literatura infantil no país.

Monteiro Lobato nasceu em Taubaté-SP e foi promotor público até se tornar fazendeiro, após receber uma herança deixada pelo avô. Foi a vida rural justamente que lhe inspirou a publicar seus primeiros contos.

Política Nacional do Livro

livrosFoi amplamente debatida ontem, no Senado, uma proposta que pretende regular os preços de livros no Brasil. Trata-se de um projeto de lei da senadora Fátima Bezerra (PT-RN) que institui a Política Nacional do Livro.

A ideia principal da lei pretende garantir que os editores definam o preço do livro, que deverá ser respeitado por livrarias de todos os portes por um determinado período depois do lançamento. A iniciativa beneficia as pequenas livrarias, que hoje não conseguem competir com os grandes grupos de livreiros.  A nova lei diz que o desconto máximo é de 10% do preço de capa.

O debate deve ter continuidade durante a Feira Literária Internacional de Paraty. Depois disso, o projeto deve seguir os trâmites na Câmara e no Senado, antes de chegar à mesa da presidente.