A Confraria Boca Maldita e a Associação Os Milionários promovem neste sábado (05) o tradicional almoço da Boca Maldita/Os Milionários, que será realizado na sua 8ª edição. Bastante esperado em Marechal Cândido Rondon pela irreverência e originalidade na exibição de faixas e comentários de ordem política, o almoço é reservado exclusivamente a homens para degustar o prato “língua diabólica ao molho de pimenta fervendo”.

A confraria foi criada há 15 anos por um grupo de pessoas e vem se solidificando. O grupo reúne-se semanalmente para conversar especialmente sobre política e futebol, com a finalidade de emitir qualidade nas opiniões. A Boca  tem como presidente o advogado Roberto Nassar, que explica como surgiu o almoço anual, realizado em parceria com o clube Os Milionários:

“Em torno de cinco anos depois de criar a Boca Maldita decidimos pela realização do almoço. Então deixamos um pouco de lado a irreverência, o conforto e as brincadeiras e partimos ao lado solidário para ajudar as pessoas mais necessitadas. Por esta razão nasceu o almoço anual da Boca Maldita, que em pouco tempo agregou a parceria da Associação Os Milionários”, salienta.

O almoço, além de sempre reverter 100% do lucro para alguma entidade, procura homenagear alguma personalidade da cidade. Este ano o lucro será repassado para a Associação de Recuperação dos Alcoólatras. O homenageado será o professor e pastor Carlos Goebel, um dos precursores da instalação da Unioeste na cidade e com longa história na educação e no trabalho social no município.

O almoço tem como patrocinadores Eno Pedde, Copagril, Allmayer, Frigo Schaedler, Transgiro, Gráfica Modelo 90, SS Artes, Jornal O Presente, rádios Difusora e Educadora, Pão de Ló e Esportiva Caça e Pesca.

As fichas custam R$ 35 e podem ser adquiridas com membros da Boca Maldita e dos Milionários ou através do fone (45) 99972-4925.

Na foto, o presidente Roberto Nassar, Eno Pedde, Elmir Port, Arno Kunzler e Teti divulgando a 8ª edição do almoço anual (Foto: Joni Lang/O Presente)

Com informações de Jornal O Presente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *