O Ministério da Infraestrutura pretende autorizar um reajuste médio de 25% nas tarifas dos pedágios de sete rodovias, com três trechos no Paraná. São contratos formalizados ainda durante a gestão do presidente Lula (PT) e que agora devem ter o reajuste autorizado pelo governo Bolsonaro (PSD).

A justificativa do reajuste é possibilitar que as concessionárias possam realizar obras de melhorias na malha viária. Seria uma forma de compensar suposto desequilíbrio financeiro que estaria impedindo a realização de investimentos da ordem de R$ 7 bilhões.

Dos trechos impactados no Paraná nenhum é na região Oeste. São os trechos da BR-376 Autopista Litoral Sul (que liga ao litoral de Santa Catarina); da BR-116 Autopista Régis Bittencourt (que liga o Paraná a São Paulo) e BR-116 Autopista Planalto Sul (que liga o Paraná ao interior de Santa Catarina).

Nos três trechos o valor do pedágio atual é bem menor do que é praticado nas demais praças das rodovias Paraná. Os valores cobrados atualmente variam de R$ 2,70 até R$ 6,50.

Com informações da Folha de S.Paulo e da Gazeta do Povo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.