A Justiça federal aceitou no domingo (10) duas denúncias sobre corrupção e pagamento de propinas por parte de empresas de pedágio a agentes políticos do Paraná. Com isso, 33 pessoas viraram rés, entre elas o ex-governador Beto Richa (PSDB). Os ilícitos são investigados no âmbito da Operação Integração.

A primeira denúncia aceita trata do núcleo político do esquema. Entre os réus são listados também os ex-secretários Deonilson Roldo e Ezequias Moreira, o irmão do ex-governador Pepe Richa Filho e Nelson Leal Junior, ex-diretor do DER e delator do caso.

As informações são da Gazeta do Povo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *