Três servidores públicos municipais de Marechal Cândido Rondon que haviam sido condenados em primeira instância por improbidade administrativa foram inocentados esta semana pelo Tribunal de Justiça do Paraná.

Gari Sabka, Lélia Hoffmann e Flávio Schmidt eram integrantes da comissão de licitações da prefeitura em 2001 e foram condenados em 2014 pelo justiça local, por conta de uma licitação para contratar agência de publicidade para divulgação de atos do Executivo, que o juiz entendeu ter sido fraudulenta.

Eles recorreram e o Tribunal entendeu que a licitação não teve fraude e foi legal, inocentando os três, assim como o prefeito da época, Edson Wasem.