Mais ou menos assim se comportou o vereador Nilson Hachmann na sessão de ontem da Câmara de Marechal Cândido Rondon. Na hora de votar o projeto que previa o reajuste de 2,06% do salário dos vereadores, ele lembrou que projeto semelhante lhe deixou 8 anos com os direitos políticos cassados.

Não exitou em votar contra a matéria e disse que se fosse aprovado o reajuste, a diferença ele iria doar para alguma instituição da cidade.