O ex-prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, entrou na justiça para tentar reverter uma decisão da Câmara Municipal que reprovou suas contas referentes a 2013. A reprovação aconteceu em sessão realizada no mês passado com 14 votos contra cinco.

Como a Lei da Ficha Limpa prevê que gestores com contas reprovadas perdem seus direitos políticos por oito anos, Edgar está com uma eventual candidatura ameaçada, caso queira concorrer em outubro próximo. Atualmente ele exerce função de secretário de Assuntos Estratégicos do Governo do Estado.