Entrou para a história

Quando o alemão Joseph Ratzinger foi escolhido para ser o sucessor de João Paulo II no trono de Pedro, poucos poderiam imaginar que o fim do seu papado seria tão ou mais badalado do que o próprio João Paulo II. Mas, Ratzinger, ou Bento XVI, conseguiu.

Hoje, acompanhando o último dia do pontificado de Joseph Ratzinger, isso ficou bem claro. O fato de ser o primeiro papa em 700 anos a renunciar, comoveu o mundo tanto ou até mais do que a própria morte de João Paulo II em 2005.

Ratzinger provavelmente nunca será beatificado, mas, entrou para a história. E, hoje, prometeu obediência e reverência para quem for seu sucessor.

Eficiência

Nesta quinta-feira (28) vi uma ação eficiente da Polícia Militar e do BPFron em Marechal Cândido Rondon. Fizeram uma varredura geral nas casas de vários suspeitos de envolvimento na onda de furtos que anda acontecendo na cidade.

Resultado: 4 detidos e alguns produtos de origem duvidosa apreendidos.

Mas, muito além da prisão, outro aspecto importante da operação de hoje foi a polícia ser notada. Seis viaturas e pelo menos 15 homens agindo com rigor, chamaram a atenção da comunidade e, com certeza, intimidaram a malandragem.

É isso que o cidadão espera da polícia. Parabéns aos comandos.

Aécio Neves

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), cotado como possível candidato a Presidente da República, está pagando para o Facebook anunciar sua página na rede social. “Curta a página de Aécio Neves, acompanhe suas ações e conheça sua historia”, diz o texto da página sugerida. O negócio é arrumar um bom número de seguidores da rede social para guando a campanha começar.

Exagero

Na minha concepção está sendo um pouco exagerada a cobrança que recai sobre as associações de moradores, clubes de idosos e clubes de mães da nossa região. Agora, pela falta de um projeto de prevenção de incêndio e pânico nos pavilhões, até mesmo os eventos mais simples, como as tradicionais reuniões de idosos às quintas-feiras terão que ser suspensas. Continue lendo…

Voto num poste

O ex-presidente Lula lançou a presidente Dilma à reeleição na última quarta-feira, numa festa do PT. Ele fez isso estrategicamente, para evitar a deflagração de um movimento “VOlta Lula”.

Mas, o que chamou a atenção dos petistas foi o tratamento de Lula à presidente DIlma ao lançá-la à reeleição.

Disse Lula: “A primeiro vez que votei para Presidente foi em mim mesmo, de tanto que gostava de mim (risos), na segunda votação também foi em mim (mais risos), na terceira, por azar, foi num poste (silêncio) que está iluminando o Brasil (novos aplausos)”.

Obra em troca de apoio

O prefeito Moacir Froehlich está sendo bem objetivo com os políticos que vislumbram somar votos em Marechal Cândido Rondon na eleição de 2014. De todos ele está cobrando o empenho para viabilizar recursos que possibilitem a reconstrução do anel viário, cuja obra deve custar cerca de R$ 8 milhões.

Foi assim com a Ministra Gleisi, eventual candidata ao Governo do Estado pelo PT e, hoje, repetiu o feito com o senador Sérgio de Souza, que pretende ser candidato a Deputado Federal.

“Quem conseguir viabilizar os recursos, vai ter o nosso apoio político no ano que vem”, disse o prefeito.

Ocupando espaço

O senador Sérgio de Souza (PMDB) não esconde de ninguém que pretende ocupar o espaço que era do deputado federal Moacir Micheletto, falecido no ano passado. Sérgio, que era o suplente de Gleisi Hoffmann, assumiu quando ela foi chamada para ser ministra. Mas, ele sabe que sua cadeira no Senado vai no máximo até março do ano que vem, quando Gleisi deve se desincompatibilizar do governo para poder ser candidata ao Governo do Paraná.

Por isso mesmo, Sérgio de Souza aproveita o status e a rede de contatos que o cargo de senador lhe garantem, para preparar o terreno para uma candidatura a deputado federal. Está percorrendo os municípios onde Micheletto fazia votos e procura amarrar os contatos partidários que o deputado falecido tinha. Até assumiu o mesmo escritório político que era de Micheletto, na cidade de Assis Chateaubriand.

Repercussão

Repercutiu em toda mídia do Estado a ação idiota de vândalos contra o patrimônio público de Marechal Cândido Rondon, queimando dois veículos que servem no programa de combate à dengue no município.

Repito o que disse um simples cidadão que reside no Jardim Marechal ao ver um dos veículos queimados, na manhã de hoje: “Se tiver alguma coisa contra alguém que vá acertar suas contas com a pessoa, mas não destrua o que é de todos nós”.