Uma pesquisa do King’s College, em Londres, publicada pelo “American Journal of Epidemiology”, constatou que pessoas com 50 anos que usaram ou ainda usam drogas não tiveram o cérebro danificado. Por incrível que pareça, entre as milhares de pessoas avaliadas, aqueles que tinham usado drogas ilícitas, principalmente a maconha, tiveram um desempenho melhor do que os demais nos testes de memória e de outras funções cerebrais.

Mas, os pesquisadores alertam: “Nossos resultados não excluem eventuais efeitos nocivos em alguns indivíduos que podem estar expostos a drogas durante longos períodos de tempo”, diz o pesquisador-chefe Alex Drugan.

One Reply to “Maconha “faz” a cabeça”

  1. Olha, acho que a pesquisa nem foi feita, pois pesquisei no google inglês e os únicos sítios em que se encontra a tal notícia são do Brasil hahaha. Parece até que a pesquisa foi na redação do Yahoo! Brasil. E tem mais, no site da revista (American Journal of Epidemiology), os artigos encontrados com o sobrenome DRUGAN são sobre meninas, maternidade, gripes… Nada de maconha. Por fim, só encontrei o tal nome do pesquisador (que parece mais Alexandra J. Drugan) ligado à University Nottingham/French Studies e a Reuters não tem nenhuma matéria sobre o A. Drugan e sua “pesquisa”. Portanto, acho que se trata de um hoax e dos bons, porque pegou até a equipe do Yahoo! Notícias. Isso aconteceu porque ninguém checa fontes e informações ao repassar notícias – que deviam ser diferentes de boatos, fofocas…

Comments are closed.