Será inaugurada nesta terça-feira (20) a polêmica Clínica da Mulher e da Criança, em Marechal Cândido Rondon. A obra recebeu investimentos por parte do Governo do Estado, totalizando mais de R$ 430 mil.

Ela é polêmica diante do local destinado pela prefeitura para a construção da clínica, no meio da Praça Willy Barth. Quando a obra iniciou, em meados do ano passado, várias pessoas da cidade, incluindo empresários, mobilizaram-se num movimento tentando impedir a construção da clínica naquele local.

Contudo, o clamor popular não teve eco junto ao detentores do poder. Estes argumentaram que se a obra fosse direcionada para outra área, o município poderia perder a verba e a obra jamais existir.

Agora está pronta e equipada. É mais um edifício que foi levantado na praça. Aqueles que manifestaram-se contra a edificação agora torcem para que pelo menos seja bem aproveitada, em benefício da população.

4 Replies to “A polêmica clínica

  1. O Ministério Público do Paraná de Toledo se manifestou oficialmente sobre mais um caso envolvendo um paciente que precisava de atendimento de um especialista. Como uma decisão judicial não teria sido cumprida e os promotores postularam a expedição de mandado de prisão contra o diretor da 20ª Regional de Saúde, Dieter Seyboth pelo crime de desobediência e o bloqueio de dinheiro do Estado do Paraná para arcar com os custos da transferência do paciente. Os pleitos foram deferidos pelo juiz de Plantão, tendo sido o paciente transferido para um hospital na cidade de Cascavel, sendo a ordem de prisão cumprida. Outro caso parecido ocorreu na regional de saúde de Toledo no mês passado. Uma criança de 10 anos morreu por falta de atendimento neurocirúrgico. O episódio também foi levado ao conhecimento da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos pelo Ministerio Publico de Toledo.
    O Dieter tinha sim o poder de internar em hospital particular para o estado arcar com os custos,por se tratar de uma emergência pois está previsto na Constituição Federal que saúde é direito de todos.

  2. Esse senhor Marcos (que nao se identifica com sobrenome) é no mínimo um ser alienado, verborreico ignorante,, desqualificado em argumentos e postura fanfarrona como cidadao hipócrita. A saúde é direito de todos. PERFEITO no papel e INFELIZMENTE ainda insuficiente para a nova vida real. Isso cabe aos respectivos governos municipais (gestao plena), estaduais e federais proverem o atendimento, seja ele ambulatorial, emergencial, primário, secundário ou terciário. Se tem alguém que possui tal AUTONOMIA de exigir com que o Sistema Publico Privado absorva as emergencias / urgencias, essa pessoa é o JUIZ e/ou PROMOTOR pois eles tem o poder necessario para tal ato/efeito. Se ele der tal autorizacao na mao de todos os diretores de REGIONAIS o problema da SAUDE EMERGENCIAL esta resolvida ??? Nossa que brilhante explicacao desse senhor…por que ele nao vai ao governador oferecer tanta LUZ e EXPERIENCIA para resolver os problemas da saude ? Que GENIO.
    O senhor Dieter Seyboth, acima citado, no dever de funcionário junto a Secretaria de Saúde Estadual tem o dever/obrigacao de usufruir de TODA a estrutura hospitalar e ambientes da saúde afins para servir ao cidadao.E a sua autonomia se resume a sua REGIONAL e contatos com outras REGIONAIS e o ESTADO. O que fazer se o SUS nao tem a estrutura adequada para dar vazao a todas as emergencias /urgencias que na regiao (ou regioes) acontecem ? Culpar o Diretor da REGIONAL ?? So pode ser uma opiniao de um “alienado”, de quem nao entende absolutamente nada do que esta falando e usa o “recalque pessoal ” para veicular imbecilidades, para satisfazer sua necessidade pessoal de nao ajudar, caluniar e tentar se sentir melhor como CIDADAO. CIDADAO ??? Atitude infantil, mediocre, fora da realidade, e de mais um cidadao como este, que ao inves de recorrer ao meios adequados e exigir daqueles que DEVEM ver essa carencia nao como um caso isolado onde pessoas inocentes morrem por nao terem atendimento medico e estrutura fisica adequado e sim como um PROBLEMA CRONICO, ANTIGO onde as autoridades responsaveis, executivas, legislativas e judiciarias deveriam se propor a TRATAR a DOENCA e nao simplesmente TEMPORARIAMENTE aliviar com medicacao SINTOMATICA ou CURANDEIRISMO!!!
    A autorizacao para criar UTI, novos hospitais, pagar medicos para realizarem plantoes, reger o fluxo de pacientes de uma cidade a outra de acordo com a complexidade do paciente deve VIR da “caneta” de prefeitos, governadores, deputados, senadores, presidente. Nem o JUIZ / PROMOTOR pode realizar tal feito. MANDAR CRIAR UM NOVO HOSPITAL COM NOVA UTI. Essas canetadas, proverao mais recursos financeiros para a construcao de NOVOS HOSPITAIS, UTIs, trazer mais profissionais para executarem o servico, melhor integracao no relacionamento e encaminhamento entre municipios para obter um sistema de saude coeso, amplo e que consiga atender a toda populacao.
    É muita ilusao ou infantilidade crer que uma “canetada”, por qualquer que seja ou de quem for, fara surgir novas UTIs ou medicos e que num instante serao remediados ou sanados os problemas da saude municipal, estadual. Facil pensar assim, nao e ? Acorda meu senhor e aja como um cidadao e nao como mais um covarde que adora apontar falhar e solucoes milagrosas que so cabem ou servem ao seu “mundinho” que nao existe.
    Em tempo: sou médico ortopedista atuante no municipio de Curitiba, no Hospital Universitario Cajuru. Meu ambulatorio de atendimento junto ao SUS acontece toda quarta-feira de 13 h até o último paciente (media de 70). Realizo mensalmente media de 80 procedimentos cirurgicos do SUS envolvento Correcao de Deformidades e Alongamento Osseo. O senhor esta convidado a participar, conversar, entender e ai entao, talvez fazer a sua parte ATIVA de contribuicao e nao somente usar palavras “magicas” que so servem para confortar o seu EGOCENTRISMO como pessoa e cidadao.

  3. O Ministério Público de Toledo divulgou um complemento à nota envolvendo omissão estatal no caso do paciente que necessitava de atendimento emergencial especializado, cuja ação resultou na expedição de ordem de prisão do Chefe da 20ª Regional da Saúde de Toledo, Dieter Seyboth. Os promotores esclarecem que a drástica medida foi adotada em virtude das constantes intervenções do Ministério Público na defesa da saúde da população, considerando que o atendimento médico especializado na comarca de Toledo tornou-se um caos nos últimos meses, ensejando a propositura de 32 ações civis públicas contra o Estado do Paraná, sendo que 2 casos evoluiram para a morte dos pacientes, ensejando a apuração mediante Inquéritos Policiais atualmente em trâmite. Do exposto, o Ministério Público esclarece à sociedade toledana que a gravidade da situação envolvendo tais casos ultrapassou os limites de tolerância, dando ensejo à adoção de medidas mais gravosas contra os gestores públicos com o objetivo de solucionar em definitivo o crônico problema de atendimento médico especializado em Toledo.

    Desculpa, posso até na sua opinião ser tudo o que foi dito acima se isto o conforta ; no mínimo um ser alienado, verborreico ignorante, desqualificado em argumentos e postura fanfarrona como cidadão hipócrita , mas simplesmente ,humildemente(falta a muita gente) sei ler. Só me reportei o que esta na imprensa escrita falada e televisionada e na boca do povo. Qualquer discordância dos fatos entre em contato com o Ministério Publico Governador ou Presidenta da Republica.
    Sendo que 2 casos evoluiram para a morte dos pacientes, os familiares destes não estão confortados pode ter certeza neste momento tem uma mãe chorando muito e não tem explicação que a conforte.

    1. Bom…continuando…
      Concordo plenamente que a SAUDE é um direito de todos e deve ser assegurado. Como ja falei ao senhor, sou medico e convivo com essas situacos dificeis TODOS OS DIAS (plantao, cirurgias eletivas, ambulatorios). As unidades de Saude em Geral possuem intercomunicacao entre os medicos que estao realizando seus devidos trabalhos ao mesmo tempo. Ou seja, o encaminhamento e feito de medico para medico onde cada um em seu local de trabalho, deve ter a ideia de quanto esta vazio, lotado ou superlotado a UNIDADE DE SAUDE em QUESTAO. As cidades que tem neurocirurgiao, referente a 20 Regional sao: Toledo e….nenhuma mais. Rondon nem Hospital Publico nao tem. Infelizmente o governo federal impoe que os municipios sejam GESTAO PLENA para “empurrar” o problema para os menores. Hoje todo rondonense que tem um filho pelo sistema unico de saude adiciona um TOLEDANO pois o filho tem vai acabar nascendo em um HOSPITAL de TOLEDO.
      Entao as opcoes de receber o caso ja sao menores pois agora dependem da aceitacao por parte de outra regional, no caso Cascavel.
      O que acontece meu senhor, e que, o encaminhamento necessario e a aceitacao depende exclusivamente do Hospital e Medico que vao receber na Unidade referenciada ou que deveria estar a disposicao. OK. Garanto para o senhor que a simplicidade com que esta escrito e totalmente diferente na pratica. SE o hospital e medico falam que nao tem vaga e nao vao aceitar o caso emergencial …o QUE FAZER ? Por na ambulancia e mandar o paciente mesmo assim ? Quero dizer…otimo que tenha a “caneta” do Ministerio Publico, Juizes de Plantao ou Promotores para assegurar de forma rapida a transferencia mas o que essa canetada nao ANTECIPA e que se o outro hospital nao tem MATERIAL HUMANO e FISICO (respirador, UTI ou mesmo uma sala de Politraumatizados ou mesmo uma sala de Centro Cirurgico para ser utilizada provisoriamente como UTI), o paciente embora transferido, continua sem o minimo necessario. Se por algum motivo o hospital referenciado estiver omitindo, a CANETADA tem um efeito positivo mas e se nao tiver mais RESPIRADOR, VAGAS DE UTI ou mesmo Centro Cirurgico para “emprestar” salas??? Concordo…o paciente DEVE ter o atendimento necessario. E se o medico e hospital acabam por receber na “marra”, muda o local mas a dificuldade continua a mesma. A isso que me refiro. E esse poder NAO CABE AO DIRETOR DA REGIONAL. E sim ao JUIZ DE PLANTAO E PROMOTOR. FAltou VAGA ? Eles devem MANDAR a transferencia ser processada. ELES TEM O PODER (DIREITO E OBRIGACAO). Infelizmente na transcricao da imprensa falanda e escrita, o senhor colocou a sua opiniao dizendo que o senhor Dieter Seyboth tinha esse poder de fazer o servico privado aceitar e resolver a situacao…deixando entender que nao o fez porque nao quis. E isso E UMA GRANDE MENTIRA. ISSO FOI UM GRANDE ERRO no seu comentario pois esse senhor que voce se refere faz o possivel e o impossivel dentro de suas possibilidades. O medico solicita. Se o outro nega (hospital ou medico), deve haver um motivo. A central de Leitos fica de vigilia para o mais rapido buscar uma vaga fisica e com o especialista responsavel o mais rapido possivel. O mais rapido possivel…as vezes nao se tem a resposta. Essa e a minha opiniao, alguem, que conhece toda a vida dele, que ja vivenciou todos os lados (prefeitura, hospital que atende SUS, hospital que atende Convenios/Particulares, e agora na REgional) e que posso te garantir que ele faz o POSSIVEL E IMPOSSIVEL para poder BENEFICIAR a todos que merecem e devem ter o Atendimento. O que posso lhe dizer ? Veja aprovacao publica durante seu mandato de prefeitura (saude, educacao, seguranca, condicoes do municipio, isso que no seu mandato ainda nao redebia os royalties de ITAIPU; ou ainda comentarios a respeito de quando administrava os hospitais Marechal Rondon e Filadelfia ou ainda mais recente, a organizacao da REGIONAL) Infelizmente isso que o senhor relata acontece em inumeros hospitais publicos do BRASIL, inclusive do PARANA.
      Vou resumir: Se nao tem mais espaco, lugares fisicos e medicos para atender, tem sim um culpado. Um culpa CRONICA de omissao politica por parte de GOVERNO estadual, municipal e federa. E nessa culpa voce pode adicionar a EDUCACAO e SEGURANCA. Portanto, e o seu voto que corrige tal deficiencia e a sua COBRANCA, a longo prazo para quem foi escolhido (seja o seu voto vencido ou nao). E a curto prazo ? Criar mais hospitais, UTIs, medicos, campanhas de prevencao. Ou seja…a resposta e complexa e EXIGE uma resposta rapida. Mas essa resposta que o senhor deu, simplesmente INJUSTA, HOSTILe NAO DIZ A VERDADE. Portanto se quer ajudar re-transmitindo a imprensa falada e escrita, perfeito. Faca isso com uma opiniao sensata e tente repassar a quem voce quer alcancar (com seu texto e opiniao) o VERDADEIRO FUNCIONAMENTO dos varios niveis hierarquicos da saude e nao simplesmente expor o que vc ACHA ofendendo a inegridade e moral de outros (mesmo que voce nao goste).
      Participe e AJUDE ao inves de querer se sentir melhor com o que ESTA NA BOCA DO POVO. SE esta um caos, faca a sua parte para ajudar… .
      Sem mais e encerrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *