O vereador Guido Herpich fez uma espécie de desabafo na sessão da Câmara Municipal desta segunda-feira (10), colocando-se como vítima de perseguição política. Disse que por 10 anos foi filiado no PSDB e o que viu foi um partido que não passa de um apêndice do Democratas em Marechal Cândido Rondon, sem autonomia para tomar suas próprias decisões políticas.

Herpich, que agora está no PDT, disse que vai lutar até a última instância para manter se mandato de vereador, ameaçado pela lei da fidelidade partidária. Ele também aproveitou para alfinetar o deputado federal Alfredo Kaefer, que detém o mando político do PSDB no município e que, segundo Guido, sequer conhece o município e nunca trouxe recursos para o mesmo.

Por fim, alertou as lideranças novas que estão ingressando na política para que não seja usadas para atender os interesses dos partidos e reafirmou que não será mais candidato a vereador.

2 Replies to “Perseguido politicamente

  1. BOM DIA… COMENTAR…..?!!!! USAM PARTIDOS PARA ELES MESMOS. VEREADORES ESTÃO PARA FISCALIZAR O EXECUTIVO, PROJETOS DE LEI. PRECISAMOS DE PESSOAS NA POLITICA QUE QUEIRAM TRABALHAR PARA A COMUNIDADE OU SEJA O BEM COMUM PARA A POPULAÇÃO(Educação, saúde e segurança), NÃO SOMENTE visando a REELEIÇÃO. ESSE JOGO PARTIDÁRIO, MUDANÇA DE PARTIDO, pense bem….

    NÃO É PARA O BEM COMUM…..

  2. Pouca vergonha todos estes politicos, parecem que já esqueceram o tombo que o povo deu na ultima eleição,vai se repetir na do ano que vem os politicos de sempre vão levar o maior coco.Fora todos que estão ai eos que sairão nem pensem em voltar que vão passar a maior vergonha nas urnas,porque foram o maior fiasco como administradores o dinheiro sumiu e ninguem viu,vão levar ovo choco tamanha é a magoa do povo.Só pensam em poder,poder,poder e a saude abandonada desde a época do Edson, educação idem agricultura nem se fala vergonha ,vergonha,vergonha.

Deixe uma resposta para milton ramos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *