Gradativamente a internet tem se transformado numa ferramenta de controle social nunca antes experimentada. As redes sociais, em especial, ganham cada dia mais espaço na vida das pessoas. Orkut, Facebook e Twitter são ferramentas que estão muito mais fortes do que a presença do antigo jornal de papel.

Vejamos só dois fatos desta semana, em Marechal Cândido Rondon, que repercutiram muito mais forte nas redes sociais do que na mídia digamos “oficial”.

Um foi o caso do valor dos ingressos da Oktoberfest. As pessoas se manifestaram como nunca através das redes sociais e das páginas de recados dos sites de notícias da cidade.

Outro caso foi a denúncia fotográfica de uma piscina particular sendo abastecida com água pelo caminhão do Corpo de Bombeiros. Além de ter saído em destaque num dos blogs de política mais renomados do Paraná, do jornalista Fábio Campana, a notícia repercutiu e gerou inúmeros comentários no Facebook e no Twitter.

Por isso eu digo e repito que o computador já se tornou um eletrodoméstico e a internet e, por consequência, as redes sociais, se tornaram uma ferramenta de mobilização social incontrolável. Se antes alguns poucos escolhidos pelos donos da mídia podiam se manifestar publicamente, hoje, com a internet, a possibilidade de manifestação está aberta para milhares de usuários, num grande exercício democrático.

One Reply to “Internet e redes sociais”

  1. Um exemplo mais forte foi no Egito que a revolução começou no twitter e acabou com a queda de Mubarak. As redes sociais tem se tornando um aliado forte da sociedade. A nova geração pode ter perdido a essência daquele movimento de começar nas ruas, os grandes movimentos hoje estão começando na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *