Faltou pouco, bem pouco, para que o plenário da Câmara de Marechal Cândido Rondon virasse um ringue na noite desta segunda-feira (05). O presidente da Casa, vereador Ilário Hofstaetter, teve que mais uma vez suspender a sessão por alguns minutos para que os ânimos de alguns vereadores se acalmassem.

Os protagonistas da vez foram os vereadores Ítalo Fumagali e Albenice Pinto de Souza. Fumagali, como sempre, adotou um discurso de ironia e provocação ao comentar que possui pesquisas que mostram que cerca de 70% dos atuais vereadores não conseguirão se reeleger no ano que vem.

Em determinado momento, após lembrar do episódio de postes de iluminação pública do município que foram encontrados numa área particular, o vereador Albenice interrompeu o orador, bateu na mesa e colocou-se em pé, em tom de ameaça, diante as insinuações de Fumagali.

A troca de farpas acentuou-se e o presidente Ila foi obrigado a interromper para manter a ordem na “Casa de Leis”. Acalmados os ânimos, a sessão foi retomada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *