Quem acompanhou a sessão da Câmara de Marechal Cândido Rondon nesta segunda-feira (20) pode assistir a um verdadeiro festival de baixarias. A coisa desceu a tal nível que o presidente da Casa, Ilário Hofstaetter, chegou ameaçar chamar a polícia para garantir o bom andamento da sessão.

Primeiro foi o vereador Fumagali que girou sua metralhadora contra três vereadores: Adriano Cottica, Albenice de Souza e Josoé Pedralli, apresentando uma série de acusações, cujo conteúdo me reservo a não publicar nesse espaço, uma vez que não possuo a tal inviolabilidade parlamentar.

Depois veio o troco. Um de cada vez, Pedralli, Albenice e Cottica, revidaram às acusações de Fumagali, com mais acusações, mais ataques pessoais e mais baixaria.

É fato que os embates realmente chamam a atenção enquanto espetáculo circense. Sim, pois nas últimas sessões o plenário da Câmara mais parece uma arena de gladiadores ou uma lona de circo, de tantas agressões e fatos pitorescos que ocorrem.

Agora, enquanto agentes públicos, vereadores, representantes do povo, estão decepcionando e deixando muito a desejar. Ainda bem que não aumentaram pra 13 o número de cadeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *